O que é Veganismo?

"O veganismo é uma forma de viver que busca excluir, na medida do possível e do praticável, todas as formas de exploração e de crueldade contra animais, seja para a alimentação, para o vestuário ou para qualquer outra finalidade. Dos veganos junk food aos veganos crudívoros – e todos mais entre eles – há uma versão do veganismo para todos os gostos. No entanto, uma coisa que todos nós temos em comum é uma dieta baseada em vegetais, livre de todos os alimentos de origem animal, como: carne, laticínios, ovos e mel, bem como produtos como o couro e qualquer produto testado em animais."

Definição da The Vegan Society, criadores do Veganismo

Portanto, veganismo é uma luta pela inclusão dos animais na consideração obrigatória da moral e por direitos. O principal motivo por aderir a esta prática revolucionária são razões éticas, desconstruindo o especismo na sociedade.

Veganismo é respeitar os animais

Fazer compras sendo vegano é mais fácil do que parece

Dia a dia de uma pessoa vegana

Na alimentação, os veganos adotam a dieta vegetariana estrita, onde são excluídos de seus pratos todo tipo de derivados animais: carnes de qualquer espécie animal (boi, porco, frango, peixe etc), leites (de vaca, cabra, búfala etc), ovos, corantes (de inseto e caramujo), mel, gelatinas a base de animal, entre outros derivados.

 

O que veganos comem, então? Muitos pensam que a cozinha vegetariana é limitada porém existem muitos alimentos naturalmente sem sofrimento animal como arroz, feijão, batata, mandioca, assim como verduras, legumes e frutas no geral. Além disso é possível elaborar receitas tão gostosas quanto as demais, como bolos, tortas, panquecas, lasanhas, pastéis, brigadeiros, coxinhas, paçocas, carnes vegetais, leites vegetais etc

Fora da alimentação veganos não compram roupas feitas a partir de peles animais (couro, lã, seda) e procura pelas vestimentas de origem vegetal ou sintéticas (que costumam ser até mais baratas). Também boicotam eventos de entretenimento que usem animais como circos que usam animais adestrados, rodeios, vaquejadas, entre outras práticas. E por fim, veganos procuram boicotar produtos testados em animais de laboratório (por exemplo: a marca Veja pertencente a Unilever que ainda faz testes em animais, já a marca Ypê não realiza testes mais).

Especismo

Este termo foi criado pelo psicólogo britânico Richard D. Ryder, que o define "para descrever a discriminação habitual que é praticada pelo homem contra outras espécies (…) Especismo e racismo ignoram ou subestimam as semelhanças entre o discriminador e aqueles que são discriminados". Muitos outros autores, como o filósofo Peter Singer, também recorreram ao conceito de especismo para desenvolver argumentos a favor do veganismo em livros, palestras e debates, tornando o termo popular entre o movimento.

Senciência e consciência

A senciência é capacidade de um ser vivo sentir neurofisiologicamente, ou seja, ser dotado de estados emocionais, capaz de vivenciar experiências positivas e negativas como prazer e dor. A senciência é uma característica presente apenas no reino animal. Já a consciência é o sentimento ou conhecimento que permite um animal vivenciar, experimentar ou compreender aspectos ou a totalidade de seu mundo interior.

No dia 7 de julho de 2012, uma declaração foi proclamada publicamente em Cambridge (Reino Unido) concluindo que os humanos não são os únicos a possuir os substratos neurológicos que geram a consciência. Animais não humanos, incluindo todas a espécies de mamíferos, aves, e outras espécies como polvo, também possuem consciência. A declaração foi elaborada por Philip Low, neurocientista de Stephen Hawking, e um grupo internacional de outros renomados neurocientistas, neurofarmacologistas, neurofisiologistas, neuroanatomistas e neurocientistas computacionais cognitivos. Após concluir os estudos,  Philip Low tornou-se vegano e tem dado palestras no mundo todo sobre o tema.

Philip Low, Stephen Hawking e vários outros renomados cientistas na Declaração de Cambridge em 2012

2020 - ONG Maringá Vegano 

CNPJ 27.018.695/0001-95

  • instagram
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp

Atenção! Horários de funcionamento ou serviços podem estar diferentes devido aos decretos do COVID-19.