Vozes do silêncio

Cultura científica: ideologia e alienação no discurso sobre vivissecção

Autor: João Lima
Cidade: São Paulo (SP)
Editora: Instituto Nina Rosa
Ano: 2008
Páginas: 191

Descrição: A obra, pioneira em desafiar o silêncio que impera nomeio acadêmico em relação a uma prática de extrema vio-lência tida como natural e espontânea – a vivissecção - podetambém ser recebida como um autêntico libelo em face daexperimentação animal e das pesquisas científicas que reduzemcriaturas sencientes à condição de objetos descartáveis e deseres eticamente neutros. Insurgindo-se contra a metodologia vivisseccionista “inercial, acrítica e tradicional” e o paradoxoantropocêntrico relacionado ao mito da superioridade huma-na, na medida em que se define “quem mata e quem morre,quem manda equem obedece, quem é sacrificável e quemnão é”, João Epifânio Regis Lima não hesita em criticar a pos-tura científica dominante que, em determinadas situações,opõe-se a consagrados princípios jurídicos, morais e éticos (nãoferir, não mutilar, não agredir, não provocar dor nem sofri-mento, não torturar). “Nosso problema é o silêncio, nossomaterial a palavra”, adverte o autor.Afastando-se da cômoda visão oficial que impera no meiocientífico em relação ao tabu da vivissecção, o texto ora apre-sentado - embora sem o objetivo precípuo de fazer juízos devalor sobre tal prática - debruça-se sobre aspectos fundamen-tais da cultura e da ideologia ainda imersos em um paradigmanão questionado, buscando o porquê da espontaneidade e in-diferença diante de uma prática manifestamente cruel para comanimais. Neste aspecto, a faceta política e cultural da vivis-secção transforma em “natural” o que na realidade possui umviés social, revelando a alienação em que se encontram imersosos sujeitos nela envolvidos. Fenômeno semelhante, segundoele, ocorre em zoológicos e circos com animais, instituiçõesestas que, de forma dissimulada, “r efletem uma determinadaordem cultural, de caráter essencialmente dominador”, emcujo contexto “a idéia ilusória do domínio humano sobre orestante da natureza elimina qualquer possibilidade dequestionamento”.

Capas (clique para ampliar)

1/1

2020 - ONG Maringá Vegano 

CNPJ 27.018.695/0001-95

  • instagram
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp

Atenção! Horários de funcionamento ou serviços podem estar diferentes devido aos decretos do COVID-19.